29 de set de 2013

SER E TER

As pessoas vivem nessa vida como se fosse eternas, vivem preocupadas em ser e ter.
 
O Ser mais do que as outras, como se isso fosse importante. Quando isso acontece os outros são vistos com ser inferior, principalmente aqueles que não fazem parte da mesma classe social.
 
É onde mora o perigo pois, estas pessoas são vistas como ser inferior. Em nossa história temos vários exemplos de pessoas desse tipo, como Adolf Hitler entre tantos outros, que foi uma grande desgraça para vários povos.
 
O outro perigo para algumas pessoas é o ter. Você pode ter tudo que quiser e desfrutar de tudo que tem direito. Sem que para isso seja necessário humilhar ou escravizar as pessoas.
 
O que adianta para o homem que vive o tempo todo só pensando em acumular, e esquece o mais importante que é viver, simplemente isso, viver.
 
O homem que só pensa em ser e ter corre grande risco de ser uma pessoa triste e infeliz e sozinha. Porque estas pessoas sempre estão preocupas em ter mais e mais coisas, riquezas e nunca estão satisfeitas.
 
Você pode ser uma pessoa importante e ter todo tesouro do mundo e mesmo assim ser uma pessoa feliz.
 
O problema não esta em ser e ter, é como você lida com essas coisas.
Lembre-se de uma coisa a vida é curta. Você não é eterno e o que acumulou nessa vida não levarar contigo para a sepultura. Procure viver da melhor maneira possível com a família, amigos, colegas de trabalho. Procure nunca humilhar as pessoas por ser inferior a você.
 
 
''A felicidade da vida depende da qualidade de nossos pensamentos". (Marco Aurélio)
 

23 de set de 2013

O SUICIDA

O que leva uma pessoa a cometer o suicídio?
Em nossos atuais, sempre deparamos com notícias do tipo: "O carpinteiro André Gomes Menezes, 30, envenenou os dois filhos e depois cometeu o suicídio ingerindo a mesma substância que serviu aos filhos. Uma das crianças, de apenas um ano e sete meses, sobreviveu e a outra, com seis anos, morreu a caminho do hospital". (Infonet).Notícias essas que para alguns parecer ser uma coisa mais normal, isto é, as pessoas já não se assustam mais com notícias desse tipo.
 
São vários fatores (causas) que levam uma pessoa a um ato desesperado contra a própria vida. Desde um problema simples que a pessoa esteja passando, até um problema mais grave;  como por exemplo: o fim de um relacionamento, uma doença terminal, o desemprego, crises financeiras, etc.
 
Estes são fatores externos do dia a dia da pessoa, porém, existe algo por trás de tudo isso em que não vermos, como nosso caso de um sentimento de culpa, de fracasso, a depressão, (que ultimamente virou a principal vilã).
 
Para alguns é apenas um momento de fraquessa humana. Para os estudiosos trata-se de uma mente desequilibrada, pessoas auto destrutiva.
 
Seja lá como for o que esta em jogo é a pessoa humana com seus defeitos e qualidades, pessoa essa que ama e apenas deseja ser amada e compreendida.
 
Os problemas da vida moderna parece não ter fim. E as pessoas que comentem tal ato pode ser uma pessoa fraca ou ser forças para vencer os desafios do dia a dia. Pensa ela que com essa atitude esteja tudo pode ser resolvido. Sim tudo teria sindo resolvido se o homem fosse apenas um pedaço de carne desprovido de algo mais, que para alguns que crer chamam de espírito. Isto é, o homem é algo além da matéria física, aceite ele ou não, isso não pode ser negado.
 
Sendo assim, o problema seja lá o qual for não termina com a morte. Como foi já citado em um outro artigo "O Imediatismo causa sofrimento e angustia". A tempo pra tudo na vida. Por maior que seja os problemas um dia passa. 
 
Podemos dizer que o suicida é um fraco? Sim podemos afirmar que o suicida é um fraco e de mente doentia, a medida que não tem forças para lutar para sai da situação atual em que se encontra. 
 
Quando uma pessoa chega ao fim do poço e não tem forças, é importante apoio da família, de uma religião, dos amigos. É importante deixar a pessoa falar o que sente, e mostrar para ela o quanto ela é amada. Se possível procurar ajuda de um profissional. Grupos de apoio.
 
Seja lá qual for seus medos, inseguranças, problemas, lute e nunca desista de acreditar que amanhã será melhor do que o hoje. Pensem em sua família e veja que ainda vale apena viver por maiores que seja o sofrimento. Na Blibia tem um livro por nome Jó. É uma história que vale apenas ser lido.
    




22 de set de 2013

O AMOR SUPERA TUDO


Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como bronze que soa, ou como o címbalo que retine. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, não sou nada. Ainda que distribuísse todos os meus ben em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria!
 
A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila om a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
 
A caridade jamais acabará. ( Icor 13, 1-8).
São Paulo usa a palavra caridade para falar do amor. Segundo ele o amor tudo pode. Sentimento esse que desde que o homem é homem sempre existiu.