26 de mar de 2014

EXEMPLO DE VIDA

Um exemplo de que a vida é bela e merece ser vivida. Não importa quais sejam seus problemas. Seja forte e nunca desiste de você mesmo. Se você tiver triste antes de qualquer coisa  assista esse vídeo.



19 de mar de 2014

DROGAS

Uma pequena reflexão sob uso das drogas.

A palavra droga deriva de outra palavra: DROGUE do francês. Quer dizer folha seca.

Refere-se a qualquer substâncias capaz de alterar alguma função no organismo.

Existem drogas ilegais e as legalizadas . Este fato não faz cessar o mal que estas últimas podem provocar no indivíduo que as utilize.

As drogas mais comuns são álcool, fumo, maconha, cocaína, cola, ansiolíticos ( calmantes, hipnóticos, etc.), além das drogas produzidas em laboratórios as chamadas drogas sintéticas ou drogas semissintéticas (crack, heroína...).

Elas são um mecanismo de fuga da realidade e prejudicam o organismo, criando alterações no corpo e na mente, além de destruir socialmente o indivíduo que a usa.

O que leva uma pessoa a se drogar

 Muitos pensam que o viciado é alguém que, por acaso, ficou aprisionado após o uso inadvertido de alguma droga.

Na verdade, já havia um desequilíbrio com este indivíduo e sua família antes mesmo do primeiro trago de maconha, por exemplo.

O viciado em drogas é uma pessoa com conflitos psicológicos, que encontra num grupo ("seu grupo de fumo") um refúgio para seus medos, sua dificuldades de relacionamentos familiares e suas angustias.

O que fazer 


A solução para o problema  das drogas não é uma simples conscientização dos males que a droga causa.

E sim a resolução dos conflitos psicológicos que estão por trás do problema.
Não se combatem as drogas com palavras (sermões). Educação firme e coerente dos filhos ai esta a solução.

O problema da droga é um vazio. Vazio se combate preenchendo com amor, com desafio, aventura, beleza, com altos ideias.

6 de mar de 2014

Honrar pai e mãe

Um dos mandamentos da Lei de Deus diz: Honrar pai e mãe. (Dt 5,16).  
Vejamos o que diz Allan Kardec ao se refere a esse mandamento, e ao mesmo tempo a relação entre pais e filhos.

 "Honrar o pai e a mãe não é somente respeitá-los, mas também assisti-los nas suas necessidades, proporcionar-lhes o repouso na velhice, cercá-los de solicitude, como eles fizeram por nós na infância."

 "Certos pais, é verdade, descuidam de seus deveres, e não são para os filhos o que deviam ser. Mas é a Deus que compete puni-los, e não aos filhos."   (Allan Kardec