11 de ago de 2015

A COLHEITA



"LEMBRE-SE de que colheremos, infalivelmente, aquilo que houvermos semeado.
Se estamos sofrendo, é porque estamos
colhendo os frutos amargos das sementeiras
errôneas do passado.
Fique alerta quanto ao momento presente!
Plante apenas sementes de otimismo e
de amor, para colher amanhã os frutos
doces da alegria e da felicidade.
Cada um colhe, exatamente, aquilo que plantou."

créditos: 
Texto: Minutos de Sabedoria de Carlos Torres Pastorino   
imagem: Teologia e Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário