27 de nov de 2015

O JOVEM E O MUNDO DO CRIME

Nos nossos dias atuais é grande a quantidade de jovens que se enveredam pelo mundo do crime.  Por que isso esta acontecendo? De quem é a culpa?

Hoje a delinquência juvenil esta em todas as classes sociais, independentemente de sua cor ou posição social. As causas são as mais diversas possíveis. 

Segundo Merval Rosa em seu livro Psicologia Evolutiva citar três fatores em que resume as causas da delinquência juvenil que são: a supergratificação, a superestimulação e a supervisão.

Na superestimulação ele diz que os jovens tem desejo de experimentar novas sensações, nessa ânsia de buscar novas experiências de superação os jovens podem ser levados a fazer experiências muitas vezes negativas como o uso de entorpecentes.

Na supergratificação o individuo tem todas as necessidades sempre atendidas, quando isso não acontece seu mundo desmorona.

E por fim o último item citado por Merval Rosa, se dar pelo fato da experiência da rejeição dos pais. Quando isso acontece os jovens procura apoio em determinados grupos que lhe dão certa sensação de segurança para o indivíduo.

Podemos afirmar que não existe apenas um culpado ou apenas um fator para a degradação de nossa juventude. São vários fatores que podem levar ao jovem a desenvolver uma mente doentia, como família, a escola e a sociedade, todos tem sua parcela de culpa.

A crise de identidade na adolescência pode varia de indivíduo para indivíduo, de cultura para cultura, isto é, para a psicologia não existe um padrão único, universal, isto vai depende do ambiente social em que o indivíduo esta inserido.

Na postagem: “Dez maneiras de se criar um delinquente ou viciado” mostra que pais muito protetores poderá se tornar seus filhos em um indivíduo desequilibrado. 

Portanto, como diz o velho ditado, tudo em excesso é prejudicial, ou seja, nem oito ou oitenta.